Beira Meu Amor

A Beira foi o grande amor da minha vida. Recebeu-me com seis anos, em Novembro de 1950 e deixei-a, com a alma em desespero e o coração a sangrar, em 5 de Agosto de 1974. Pelo meio ficaram 24 anos de felicidade. Tive a sorte de estar no lugar certo, na época certa. Fui muito feliz em Moçambique e não me lembro de um dia menos bom. Aos meus pais, irmão, outros familiares, amigos e, principalmente, ao Povo moçambicano, aqui deixo o meu muito obrigado. Manuel Palhares

Archives
A minha fotografia
Nome:
Localização: Odivelas, Lisboa, Portugal

quinta-feira, maio 07, 2009

Neta e filha de dois moçambicanos e beirenses!

Minha querida sobrinha neta Inês,

Ainda me lembro da festa do teu 1º aniversário e amanhã já se cumpre o teu 5º aniversário: como o tempo passa depressa!
Quem te fala, nesta pequena homenagem que te quero fazer, é o teu tio avô Manel, o irmão do teu avô Nani, como te costumo dizer quando estamos juntos.
Quero te desejar um dia muito feliz amanhã, na companhia da tua mamã, do teu papá e da tua mana Leonor.
Eu calculo que já conheças algumas letras e escrevas algumas palavras, mas penso que ainda não deves ser capaz de ler esta pequena mensagem de parabéns, por isso pede à mamã que te a leia, enquanto não o conseguires fazer por ti própria.
A tia Lita e os primos Rita e Zé também te enviam os parabéns e fazem votos para que o dia de amanhã seja muito feliz para ti.
Muitos beijinhos para ti, para a tua mana Leonor e para a vossa mamã ; para o teu papá um abraço, do teu tio avô,

Manel

Odivelas, 7 de Maio de 2009.

/body>